terça-feira, 1 de setembro de 2009

Ano Novo


Desde que me lembro de haver um dia no ano com significado de começo, tal dia sempre foi por esta altura - Setembro.
E assim foi desta feita, entrei hoje num ano que não é o mesmo do dia de ontem. Planos? Muitos. Muita vontade também, de fazer e ser melhor que se resume em ser mais simples, mais organizada, menos preguiçosa.
Teoria.
Como sempre, teoria. Há coisas que mudam devagar, haja paciência. A mim calhou ter a mania das teorias, o que é pena já que há coisas tão melhores.
Talvez deva dizer a verdade e confessar que vim aqui porque é dia 1 de Setembro, porque hoje entrei oficialmente em sabática. Porque tenho medo de desperdiçar um ano com tolices e não produzir algo de jeito. De forma que comecei bem, trabalhei dedicadamente e vim cá marcar o ponto para que mais tarde possa provar que comecei no dia um. Está feito.
Agora o que trago comigo e me faz feliz.
O Verão foi bom e eu fui boa comigo. Dei-me tempo, concedi-me descanso. Desliguei o computador, ignorei a agenda. Dormi.
Com água do mar lavei alma e coração e o sol aqueceu-me o peito como já não o sentia havia tanto.
Nós.
Abrimos os braços, respirámos fundo, treinámos a tolerância. De volta recebemos mais do mesmo. Rimo-nos do que tanta vez nos fez zangar e concordámos que há muito mais a unir-nos do que a separar-nos. Temos, agora, uma bicicleta de dois lugares. Pedalaremos ora tu, ora eu, ambas de preferência. O lugar é garantido.
Bom Ano Novo, mana!

1 comentário:

Alexandra Brandão disse...

Sempre, Estrelinha.
Não foi no dia 1 que li esta mensagem, mas numa madrugada de 5... um mês depois. Mas apesar do atraso ainda sigo pedalando contigo, num dos dois lugares em que ninguém carrega nem empurra ninguém. Este foi o primeiro verão do resto das nossas vidas.