quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Areia na curva


Chateia-me perder o pé (nem que seja por umas horas). É como fazer uma curva e apanhar areia. Quem já experimentou pode ser solidário comigo, mesmo que só em pensamento, e soltar um Ui!
Não gosto de ansiedades, de dúvidas, de imaginar perguntas para as quais não tenho respostas porque não dependem, de todo, de mim. Estou furiosa porque o dia cresceu assim e o trabalho não me rende.
Esta é para mim: Basta! OK???

Quando chegar a casa equipo-me e vou correr. Esta energia bera é para gastar. Vade retro! Vade! Vade! Vade!

3 comentários:

Mutante disse...

A minha mana mandou-me em comentário um "Felizmente as dificuldades podem converter-se em oportunidades... Bom exorcismo, digo exercício. Beijo" que eu, ainda em derrapagem, rejeitei quando queria aceitar.

Que dizer, senão "always learning from experience"?

Vá de exorcisar os males, ou não fosse isso mesmo que me fez sentir inspirada esta manhã? As voltas que um dia dá, não é? Safa!

Alexandra Brandão disse...

hehe!

Felizmente as dificuldades podem converter-se em oportunidades... Bom exorcismo, digo exercício. Beijo, beijo, beijo...

Mutante disse...

Sim, ri-te. Também eu me rio. Sinto-me ridícula, para dizer a verdade. Aqui me confesso fraca (irritada com isso).