sábado, 6 de junho de 2009

Todas por uma



Fui buscá-la a meio da tarde. Veio receber-me a meio da escadas, sorridente, e abraçou-me logo ali. Poucas coisas me emocionam tanto ou me fazem mais feliz do que a alegria com que as minhas filhas me recebem diariamente. Isso e o "mamã, tive tantas saudades tuas...", ao que acrescentou antes mesmo de chegarmos lá a cima: "Já sei as notas, são dois dezoitos, dois dezanoves e um vinte. É bom mas não chega para o que eu quero...". Sem desfazer o sorriso lançou "Levas-me à festa? Hoje é dia de festa, acabaram as aulas, combinámos um churrasco na garagem do David...". Levei-a, claro. Pelo caminho pediu que a fossem buscar cedo, que sábado é dia de estudo para aquele bocadinho que ainda falta.
É com este moço a cantar que o dia vai arrancar de manhã nesta casa. Música, sol mesmo que chova e muita, mesmo muita, boa disposição. Porque o sorriso instalado é a melhor base para o trabalho produtivo. É que a miúda mais crescida tem tanto, mas tanto, que estudar...

E eu, tanto que aprender sobre determinação.

2 comentários:

Alexandra Brandão disse...

Veio-me logo à ideia o primeiro ano de escola desta miúda. Não é de Genebra. Determinação: não te reconheces?
Parabéns, Mamã babada. Estou brilhante como a Lua por causa do Sol. Todas por uma!

Mutante disse...

Saíram as notas, tenho de fazer uma correcção: 18,18,19,20,20. Já coloquei um dreno por causa da baba.